domingo, 30 de março de 2014

TURMA 1 DO CURSO DE PORTEIRO PROFISSIONAL NO CTTS


sexta-feira, 28 de março de 2014

CURSO PORTEIRO PROFISSIONAL NO CTTS


AMANHÃ 29/03 O CTTS RECEBERÁ A SUA PRIMEIRA TURMA DO CURSO SUPORTE DE PORTEIROS PROFISSIONAIS, CASO VOCÊ NÃO TENHA SE MATRICULADO COMPAREÇA COM SEUS DOCUMENTOS E PAGUE A TAXA DE R$ 80,00 ( OITENTA REAIS ) E COMPARTILHE DOS CONHECIMENTOS DE ULISSES NASCIMENTO, CES.
LOCAL CTTS RUA ESPÍRITO SANTO 1559 / SÃO CAETANO DO SUL PRÓX CPTM SÃO CAETANO )
HORÁRIO DAS 9 ÀS 17 H 
TEL CONTATO 2988 7600
TAXA DE MATRÍCULA R$ 80,00 ( OITENTA REAIS )

COORDENAÇÃO DE CURSOS LIVRES



GESTÃO DE CONDOMÍNIOS


BRADO ASSOCIADOS . LIGUE 0XX11 3370 3190 / SP


SEGURANÇA E ACESSIBILIDADE


ENCONTRO DE PROFISSIONAIS DA ABSEG 2014


TEMOS AS MELHORES SOLUÇÕES PARA SEU CONDOMÍNIO


CONGRESSO INFRA 2014


CONDOMÍNIOS EM ALERTA


quinta-feira, 27 de março de 2014

DESAFIO PARA OS SÍNDICOS

Condomínios modernos, o desafio para os síndicos

Condomínios modernos, o desafio para os síndicos
O papel do síndico está em constante evolução no mercado. Pela abrangência, a atividade sempre exigiu conhecimento em áreas diversas, entre as quais, contabilidade, administração, relações humanas, finanças e direito. Mas nunca tanto quanto nos últimos tempos, devido à sobrecarga das obrigações legais e fiscais. Jovens com perfil empreendedor, profissionais e senhores aposentados buscam o mesmo caminho: conhecimento para administrar melhor o condomínio onde vivem ou que gerenciam.
Dentro do processo de transformação observada nos últimos anos surgem os complexos empreendimentos comerciais e os condomínios onde estão concentrados num único lugar moradia, lazer e serviços. Com isso, aparecem novas denominações e exigências que empurram os pretendentes ao cargo de síndico a acompanhar o crescimento dos centros urbanos.
Uma das novas denominações no mercado imobiliário é a gestão de facilidades, também conhecida como Facilities Management, área de negócios que está em expansão. O profissional é responsável pela gestão de espaços, conteúdos, sistemas e equipamentos agregados às instalações das organizações. Em cidades como São Paulo, o gestor de facilidades está sendo contratado para trabalhar em empreendimentos imobiliários com equipamentos tecnológicos sofisticados e que exigem conhecimento mais técnico.
A administradora, contadora e palestrante na área de condomínios Rosely Benevides Oliveira Schwartz destaca que em São Paulo, cerca de 40% dos gestores de facilidades são engenheiros. Mas também há economistas e administradores.
Ela ressalta que os empreendimentos que contratam estes profissionais são de grande porte e têm necessidade de conservação de bancos de dados dos setores elétricos e de telecomunicações, além de precisarem manter a limpeza e a organização dos prédios.
“O gestor de facilidades é a pessoa que tem conhecimento técnico, sabe de todo o funcionamento do edifício e vai gerenciar os demais funcionários que ajudarão a manter toda a estrutura em funcionamento”, diz.
Para preparar os profissionais que vão dirigir estas verdadeiras empresas que são os condomínios, já surgem cursos voltados a atender este público.
Em São Paulo, por exemplo, é oferecido o curso de MBA em gestão de facilidades, com o objetivo de propiciar melhor desempenho a estes trabalhadores. Mesmo com o surgimento deste novo profissional, Rosely afirma que o síndico continua existindo.
Ele ocupa o topo da hierarquia e concentra todas as funções estratégicas, que incluem metas, acompanhamento e controle financeiro para o empreendimento como um todo.
De acordo com a especialista, o gestor de facilidades está abaixo do síndico e reúne todas as atividades operacionais do edifício, ou seja, faz o edifício funcionar.
Esta estrutura, diz Rosely, aplica-se aos edifícios que sejam realmente condomínios ou que a propriedade seja partilhada com outros co-proprietários. “Quando o edifício pertencer a um único dono ou for ocupado por uma única empresa a figura do síndico não existe e o gerente predial ou o gestor de facilidades irá se reportar a alguém ligado à direção da empresa”, conclui Rosely.
Trabalho exige preparo e habilidade
O professor do curso de Administração da Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), Luiz Alberto Cordioli, destaca que o trabalho de síndico exige preparo e desenvolvimento de algumas habilidades e conhecimentos, como entender a legislação federal, a convenção do condomínio e o regulamento interno. “O síndico precisa ainda ter bastante paciência para lidar com os vários problemas que surgem no dia a dia”, ressalta.
E os problemas crescem à medida que aumentam os serviços e atividades nos condomínios. O administrador Geraldo Gama Salles Filho, especialista em gestão e também professor da Unisul, afirma que os condomínios estão cada vez mais complexos, com mais oferta de serviços como sauna, piscina, academia, o que requer muito mais conhecimento.
“O síndico precisa dominar os conhecimentos básicos de administração, relacionamento pessoal, legislação e estar sempre atualizado às mudanças de leis e regulamentos”, reforça. É por estes motivos, destaca o professorLuiz Alberto Cordioli, que alguns condomínios optam por terceirizar o trabalho do síndico e contratam as administradoras de condomínios.
O funcionário que fica responsável pelo gerenciamento dos edifícios geralmente possui curso superior, experiência em administração de empresas e também é bom em lidar com conflitos.
Preparado para ser um profissional de condomínio
Um dos exemplos de funcionário com responsabilidades é Sandro Luiz da Silva, gerente de condomínios da Sensato Contabilidade e Serviços Comerciais, de Florianópolis. Silva é responsável pela administração de 16 condomínios na cidade. Com formação em administração, ele cuida de toda a burocracia dos prédios e também busca os profissionais qualificados para fazer obras e manutenções quando necessário. Silva explica que os empreendimentos novos que estão surgindo já contratam o síndico profissional para ajudar a elaborar o regimento interno, por exemplo.
Com formação em contabilidade e filosofia, Luiz Fernando Juvenal da Silva é síndico profissional da Máxima Condomínios Ltda, da Capital. Diariamente ele ajuda a resolver problemas de vários condomínios da cidade e executa o papel de síndico destes edifícios. “É preciso estar preparado para os desafios inerentes à profissão.
É necessário aliar conhecimento técnico com sabedoria e paciência para conseguir lidar com as dificuldades do dia a dia e com as necessidades dos moradores”, ressalta. Ele afirma que as pessoas estão cada dia mais exigentes no cumprimento das normas dentro dos condomínios e que o conhecimento da legislação é fundamental para o trabalho.
Sindico atual faz a gestão em cliques
A empresária Enoê Maria Dal Bello, proprietária da Enoê Administradora de Condomínios, de Itapema, no Litoral Norte, tem uma visão diferente do mercado. Para ela, o síndico deve ser morador e pode contar com a experiência de uma empresa administradora para orientar a melhor forma de trabalho. “Os síndicos estão cada vez mais buscando informações para desempenhar com mais eficiência o seu papel dentro do condomínio”, afirma.
O modelo sugerido por ela seria o da autogestão assistida. O síndico realiza o trabalho interno e a empresa fica com a administração externa como revisar contratos, verificar fornecedores e materiais e oferecer assessoria trabalhista, tributária e fiscal. Os avanços tecnológicos revolucionaram os modelos de administração.
Dessa forma também foi com o mercado imobiliário e de gestão de condomínios. Assim como o síndico mudou, o perfil das administradoras e os serviços prestados nesta área também acompanharam as necessidades do profissional.
Hoje em dia a maioria das administradoras possui site com acesso para clientes. O síndico e os moradores podem acompanhar a administração na internet. São oferecidos ainda emissão de boletos bancários e controle de títulos pagos, por exemplo. Muitos condomínios têm blogs e o síndico usa o e-mail para se comunicar com os condôminos. Há 10 anos, quem pensaria que o síndico, aquele aposentado que fazia a gestão mais caseira, estaria hoje administrando com o auxílio de empresas, mais profissionalismo e de forma online?
Fonte: CondomínioSC

sábado, 22 de março de 2014

EVITE ASSALTOS EM SEU CONDOMÍNIO




SEGURANÇA PATRIMONIAL

SEGURANÇA PATRIMONIAL


É muito importante conhecermos o conceito de segurança para podermos desenvolver ações preventivas.

A palavra segurança tem sua origem do latim “securitas” - medidas destinadas à garantir a integridade de pessoas, bens e instituições.

É a integração de medidas e normas, com adequações físicas, agregadas ao profissional especializado e a alta tecnologia.

O maior desafio da segurança, é antever e dar soluções para as situações de perigo.

Não se pode esquecer que a responsabilidade pela segurança do sistema é de TODOS.

Qual a maior arma utilizada pelos bandidos?

É O FATOR SUPRESA!

Por isso, a melhor maneira de evitar um sinistro é fazer um trabalho de PREVENÇÃO.


SECOVI


SEGURANÇA PARA SEU CONDOMÍNIO

SEGURANÇA EM CONDOMÍNIOS

Condomínio, do latim “condominium” significa direito de propriedade exercido em comum, em conjunto com outros proprietários e caso pesquisemos na internet sobre “segurança em condomínios” encontraremos milhares de referências, entretanto quando resolvemos pensar tecnicamente neste tema encontramos muitas dificuldades, pois este setor está contaminado pelo despreparo, amadorismo, corrupção e antiprofissionalismo. Os condomínios podem ser horizontais, verticais, comerciais, residenciais e mistos, e pelas últimas notícias continuam sendo atrativo para quadrilhas especializadas em todas as cidades do Brasil. As perdas patrimoniais são muitas, às vezes cobertas por seguros particulares, e em muitos casos temos as perdas das vidas de inocentes que arrebentam as famílias, os riscos não são identificados, analisados,avaliados e tratados. Todas as entidades que administram esta categoria de empreendimento indicam que o administrador, o síndico, síndico profissional ou mesmo o zelador sejam assessorados por um especialista em segurança para a gestão do “Projeto de Segurança do Condomínio”.
Temos observado em muitos anos de experiência que desde o processo de escolha da Consultoria de Segurança há um jogo de interesses muito grande, pois a Comissão de Segurança, que é eleita, em muitos casos não conhece do assunto , tratando de forma policialesca e individual , em vez de tratar o tema de forma preventiva e coletiva. Como escolher a Consultoria, ou o Especialista em Segurança ? Geralmente este tipo de investimento em proteção abre o processo de  Carta Convite ou  Tomada de Preços e são analisadas no mínimo três propostas,  com a documentação da empresa , assim como o portfólio dos consultores devem ser checados. Em minha opinião desde a construção e escolha da administradora, um especialista de segurança deveria  acompanhar o Projeto ,pois em muitos casos , a segurança não é privilegiada e temos vulnerabilidades que surgem do projeto, esta matéria é estudada em CPTED onde podemos aliar a arquitetura para iniciar e aumentar  a proteção dos moradores. Escolhida a Consultoria temos uma questão  muitas vezes esquecida – Minuta de Contrato  - e o  fechamento do negócio. Neste ponto temos que ser minuciosos, pois os consultores e especialistas esquecem-se de prever multas por rescisões, que muitas vezes são de cunho sentimental e não técnicas. O contrato é instrumento importante, pois todas as etapas devem ser previstas, apresentação de propostas técnicas e comerciais após vistoria técnica, memorial fotográfico confidencial, minuta de contrato, contrato, análise de cenários, e diagnóstico de segurança. Existem normas e conformidades de ARE, qualidade e segurança do trabalho que devem ser seguidas para uma análise de riscos minuciosa e criteriosa e elaboração do plano de ação. Na minha empresa orientamos os Síndicos a contratarem uma empresa especializada para a Gestão do Projeto de Segurança e entramos novamente no circuito de negócios para ganhar mais esta concorrência.
Em nossos estudos verificamos que os empreendimentos não possuem provisões para Projetos de Segurança e após a realização do Plano de Ação o esforço de implementação é lento e muitas vezes nulo, portanto o consultor de segurança e sua empresa devem prever o prazo  para a realização das obras necessárias em EAP de Projeto, e caso aconteça uma ocorrência por negligência da Comissão , buscar meios judiciais de defesa. A segurança em condomínios precisa de profissionalismo, seguir a ISO 31000 e a ISO 31010 e seus gestores estudarem e pesquisarem as melhores formas de aumentar a proteção. Nos planos de ação temos que identificar os riscos de roubos, pequenos furtos, seqüestros, incêndios, responsabilidade civil e outros e preparar o pessoal de segurança orgânico ou contratar empresa especializada, o investimento em sistemas de controle de acesso, sistemas de proteção eletrônica, treinamento de pessoal deve estar no orçamento, pois a concretização de um risco pode trazer graves conseqüências a todos os moradores.
A segurança em condomínios é responsabilidade de todos, e todos devem participar das Assembléias,  das Palestras de Consegs e treinamentos de Segurança, para que seja criada uma Cultura de Segurança.

Prof. Ulisses Nascimento, CES
Tels. 0xx11 3370 3190 e 0xx11 8834 9838

VAMOS CHAMAR O SÍNDICO ?


NOVA PROFISSÃO / SÍNDICO PROFISSIONAL


PERFIL IDEAL DOS SÍNDICOS


DESAFIOS DO SÍNDICO


GESTÃO DE CONDOMÍNIOS E MANUTENÇÃO PREDIAL


quinta-feira, 20 de março de 2014

CURSO DE PORTEIRO PROFISSIONAL NO CTTS / SCS


EM BREVE CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS


SÍNDICOS E ASSESSORIA DE SEGURANÇA


CHAME O SÍNDICO


SEGURANÇA DOS COLABORADORES


ISC EXPO BRASIL 2014


PRÊMIO ABSEG 2014


ABSEG EM FOCO


SÍNDICOS PROFISSIONAIS CONHEÇAM A BRADO ASSOCIADOS


DELEGAR PARA GOVERNAR


segunda-feira, 17 de março de 2014

ENCONTRO REGIONAL DE SEGURANÇA ELETRÔNICA


RECADO PARA OS ADMINISTRADORES E SÍNDICOS DO BRASIL


PRATIQUE SEGURANÇA


LIXO RECICLÁVEL EM CONDOMÍNIOS


NÃO CONFIE NA SORTE !


CHAMA O SÍNDICO


DICAS DE SEGURANÇA / FALSA SENSAÇÃO DE SEGURANÇA EM CONDOMÍNIOS




PARA QUE SEU CONDOMÍNIO SEJA SEGURO , DEVE SER ELEITA EM ASSEMBLÉIA GERAL, UMA COMISSÃO DE SEGURANÇA .


sábado, 15 de março de 2014

PREPARE-SE PARA O MERCADO DE TRABALHO / CURSO DE PORTARIA


LIMPEZA E CONSERVAÇÃO




TS TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS





BRADO ASSOCIADOS / CONSULTORIA DE SEGURANÇA


LIGUE 0XX11 9 8834 9838



COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS


LIDERANÇA


TREINAMENTO DE EQUIPES DE SEGURANÇA EM CONDOMÍNIOS


CURSO SOCORRISTA APH