quinta-feira, 24 de outubro de 2013

CONFERÊNCIA NACIONAL DOS SÍNDICOS PROFISSIONAIS ( AM )


Visando debater temas relevantes como segurança e prevenção de incêndios, foi realizada em Manaus a II Conferência Nacional dos Síndicos Profissionais. O coordenador do evento, professor Sérgio Craveiro, que é síndico há 24 anos, destacou a importância do evento. “Hoje o síndico precisa estar informado quanto a segurança em condomínio, eles precisam estar informados sobre a profissionalização do síndico, precisas estar inteirado com tudo, pois é uma profissão” declarou.
Craveiro disse também que é comum em todo Brasil, ver muito síndico atuando de forma desordenada, sem informação nenhuma, isso tem prejudicado todo um ambiente condominial, inclusive desvalorizando os imóveis. “Hoje você tem a valorização imobiliária, isso já é natural e o síndico atuando, ele pode valorizar mais ainda. O condômino precisa estar exigindo isso do síndico, e ele precisa estar treinado, bem informado, ambientado com o mercado, as expectativas de manutenção de equipamentos de condomínio, então tudo isso o síndico precisa estar antenado”, concluiu.
Outro participante do evento, foi o oficial do corpo de bombeiros Sérgio Steck, que para iniciar a conversa com os participantes, apresentou um vídeo sobre um incêndio de grande proporção, em que muitas pessoas, até pelo desespero, se jogavam para não morrer carbonizadas.
“Muitas dessas mortes poderiam ser evitadas se houvesse um pouco mais de calma dessas pessoas. Algumas medidas básicas de segurança, como pegar uma toalha molhada e colocar sobre o rosto, evitando a intoxicação”, destacou. Outra falha constatada por Steck, é a falta de sinalização adequada dos equipamentos de segurança e das saídas de emergência. “Sinalização inadequada, localização de extintores também de forma errada, lâmpadas de emergência em locais com pouca visibilidade. Essas são falhas existentes em muitos condomínios que visitamos. Coisas simples de se resolver e que podem salvar vidas”, disse.
Crea
O agente fiscal do CREA-AM, Jhonny Bonato, destacou a importância de participar do evento.” A participação do CREA-AM é muito importante haja vista que as edificações, sejam elas verticais ou horizontais como os condomínios, elas dependem de manutenção predial, essa manutenção predial, ela adentra a área de fiscalização do CREA”, disse. Bonato informou também que os condomínios precisam contratar mão de obra especializada para qualquer tipo de serviço. “Quando um condomínio precisa contratar esses profissionais, eles têm que ter certeza que essas pessoas são habilitadas, quando elas não são habilitadas para fazer estes tipos de serviço de manutenção, pode acontecer um problema muito sério, muito grave”, declarou. Segundo Bonato, existem casos em que, na tentativa de gastar menos, condomínios contratam mão de obra não especializada, colocando em risco a vida de outras pessoas. “Já houve casos em que uma instalação errada do ar-condicionado, causou um principio de incêndio, então tudo isso quando a gente vai analisar bem, são pessoas que são leigas e que estão ali participando, porque sai mais barato. Sai muito mais barato você contratar um pintor que não está preparado para estar no vigésimo andar de um prédio, que você contratar um técnico de segurança no trabalho que tem a cadeirinha, com a cinta toda preparada, para estar ali fazendo aquele serviço. Quando ocorre um acidente e essa pessoa é uma pessoa leiga, não tem como responsabilizá-lo tão somente, mas o síndico também é o responsável”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário